REGLAMENTO

CAPÍTULO I

DOS DEVERES DAS INSTITUIÇÕES AFILIADAS COM O FLASOG

 

Artigo 1.

A FLASOG considera que seus membros afiliados e associados estão em conformidade com o numeral 3 do art. 9 do Estatuto, quando realizam atividade científica regular com as seguintes condições:

  1. Regime de sessões acadêmicas (Congressos e / ou Dias Nacionais) em seqüência pré-fixada.
  2. Publicação regular, em revista, boletim, ou meio eletrônico dedicado exclusiva ou parcialmente à especialidade, dos trabalhos apresentados em suas sessões científicas.

 

Artigo 2

O procedimento para a futura entrada no FLASOG de instituições que considerem o cumprimento do requisito básico da atividade científica regular, será o seguinte:

  1. Se, naquele país, não houver nenhuma Instituição Associada ou Associada à FLASOG, ela enviará uma solicitação ao Comitê Executivo, demonstrando que satisfazem todas as condições estabelecidas nos Artigos 9 e 10 do Estatuto, respectivamente, e deve enviar, entre outras coisas: uma cópia da Ata de sua Fundação, atual Estatuto de Registro, lista de membros ativos e relação em estilo bibliográfico de sua produção científica.
  2. Se nesse país já existia uma Sociedade, Associação ou Federação Nacional Filiada ou Associada, sua única opção será sua afiliação através dela.

 

Artigo 3

O não cumprimento das disposições do Estatuto ou do presente Regulamento por Instituições Afiliadas ou Associadas à FLASOG determinará a aplicação das seguintes sanções:

  1. Aqueles que pararam de pagar sua contribuição econômica após o primeiro trimestre do ano correspondente, causarão uma sobretaxa de 10% ao ano e se a inadimplência persistir por um (1) ano ou mais, eles serão suspensos de seus direitos enquanto o estado de insolvência persiste.
  2. Aqueles que não cumpriram o Artigo 12 do Estatuto e as disposições pertinentes deste Regulamento, especialmente aqueles que não desenvolverem atividade científica regular, após uma investigação diligente serão oficialmente admoestados pelo Comitê Executivo e se essas instituições não forem corrigidas, solicitará a sua desfiliação na próxima reunião da Assembleia.

 

Artigo 4

Para o cumprimento das funções do FLASOG, as Diretivas das instituições afiliadas executarão as seguintes ações:

  1. Enviar ao Comitê Executivo um relatório anual contendo:

      1.1. Lista actualizada dos membros do conselho de administração da instituição que representa, com as datas de início e fim

             cessação do seu exercício.

      1.2. Número e nomes dos membros ativos com seu endereço e email

  1. Comunique-se sobre a próxima reunião científica relevante em seu país, mencionando cidade, local, data, agenda, Comitê Organizador e seu endereço postal.
  2. Promover o Congresso FLASOG e o próximo curso de pós-graduação em todo o seu escopo de atuação.
  3. Realizar uma ação diligente para conseguir uma participação adequada da instituição que representa nas reuniões da Assembléia da FLASOG, fazer uma designação oportuna de seus delegados e dar-lhes uma informação completa sobre cada um dos pontos incluídos na agenda, etc. .
  4. Gerenciar o pagamento pontual da taxa anual para o FLASOG. No caso de falta de pagamento após o primeiro trimestre do ano correspondente, será aplicado o numeral 1 do Artigo 3 deste Regulamento.

Parágrafo único : Para associados, o parágrafo 1 deste Artigo não se aplica

 

Artigo 5 .

O incumprimento do artigo 12 do Estatuto por uma instituição afiliada ou associada, a Comissão Executiva envidará todos os esforços para evitar a desfiliação dessa instituição, desde que seja corrigida e cumpra com o FLASOG, especialmente se esta desenvolver atividade científica regular.

CAPÍTULO II

MONTAGEM

 

Artigo 6 .

É obrigação do Comitê Executivo tomar todas as medidas que levem à conclusão e pleno desenvolvimento da Reunião Ordinária da Assembléia FLASOG. Para isso você deve:

  1. Faça o anúncio formal para cada uma das instituições afiliadas, com a data, hora e local da Sessão Preliminar e a agenda da Reunião.
  2. Envie a referida chamada para o Presidente do Conselho de Administração de cada instituição afiliada, que deve confirmar o recebimento do mesmo. Esta notificação deverá ser feita com antecedência mínima de 90 (noventa) dias do término da mesma, para que as instituições filiadas tenham tempo suficiente para organizar sua representação.

 

Artigo 7

A convocação para a reunião ordinária da Assembléia terá a seguinte ordem do dia:

  1. Verificar o quorum regulatório e declarar a Assembleia instalada pelo Presidente do FLASOG
  2. Consideração e aprovação da Ata da Reunião Ordinária e Extraordinária anterior, se houver.
  3. Relatório do Comitê Executivo sobre suas funções estatutárias e sobre as diretrizes estabelecidas pela Assembléia que o elegeu e as Reuniões Extraordinárias da Assembléia realizada em seu mandato, bem como sobre as resoluções que deve ter tomado por sua própria iniciativa.
  4. Relatório do Tesoureiro sobre gestão financeira e administrativa.
  5. Apresentação, consideração e confirmação dos professores latino-americanos
  6. Eleição do novo Comitê Executivo.
  7. Eleição da instituição afiliada que será eleita Sede e Sede alternativa do subsequente Congresso FLASOG.
  8. Considere e ratifique a próxima sede do Congresso e seu local alternativo.
  9. Vários pontos: quando for considerado necessário modificar a cota econômica anual das instituições afiliadas ou para a consideração de pedido de afiliação e desfiliação de instituições ou quando, excepcionalmente, o Comitê Executivo aceitar solicitações por escrito, o que deve ser feito com pelo menos noventa (90) dias úteis antes da Assembléia e qualquer outro tema de interesse institucional que possa surgir durante a Assembléia devidamente destacada.

 

Artigo 8

A Convocação para Reunião Extraordinária da Assembléia terá como agenda os pontos determinados pelo organismo que promoveu sua realização. E será feito de acordo com as disposições do Artigo 21 do Estatuto.

 

Artigo 9 .

Com antecedência de pelo menos 60 dias (60) contínuos até a data da sessão preliminar da Reunião Ordinária da Assembléia, o Comitê Executivo enviará a cada instituição Afiliada e Associada o formulário para credenciar os delegados correspondentes, de acordo com o numerar o Estatuto. Estes formulários devem conter a identificação correta do delegado e serão solicitados pela Comissão de Poderes quando apresentados à Sessão Preliminar da Assembléia.

 

Artigo 10 .

A Sessão Preliminar será instalada antes do início da Reunião da Assembléia e será realizada na seguinte ordem:

  1. Os membros do Comitê Executivo constituirão o conselho de administração provisório.
  2. O Presidente do Comitê Executivo designará três (3) delegados oficiais presentes em instituições afiliadas, para constituir o Comitê Powers da Assembléia, que terá informações e conselhos do Secretário e do Tesoureiro do Comitê Executivo.
  3. A Comissão Powers examinará as credenciais e o cumprimento dos deveres pelas instituições que os outorgam, isto é, as obrigações estatutárias, regulamentares e econômicas com o FLASOG, de acordo com os artigos 3 deste Regulamento e 12 dos Estatutos.
  4. A Comissão Powers informará a Assembléia se o quorum indicado no numeral 1 do art. 17 do Estatuto é cumprido e entregará a folha de pagamento dos Delegados devidamente credenciados.
  5. Caso o quórum exigido seja cumprido, a Assembléia será oficialmente constituída sob a direção do Presidente da FLASOG, tanto nas Reuniões Ordinárias como Extraordinárias. Nesse momento, a hora de início será gravada e o final da sessão será definido.
  6. Caso os requisitos do quórum não sejam cumpridos, o Comitê Executivo envidará todos os esforços para aumentar o número de instituições ou delegados presentes. Se após uma hora (1) do call e devido a falta de quorum não for possível instalar a Assembleia, o Comitê Executivo convocará a Reunião Extraordinária da Assembléia, a qual será fixada por um máximo de 90 dias corridos a partir da data da convocação. data a ser realizada. a Reunião Ordinária falhou. A agenda deve ter pelo menos a eleição do novo Comitê Executivo e a questão mais importante que não foi cumprida.

 

Artigo 11

No início de cada sessão plenária, o Secretário do Comitê Executivo verificará se a exigência de quorum é atendida; Exigirá um relatório da Comissão Powers cada vez que um representante solicitar a adesão à Assembléia e anunciar a composição das delegações e a ordem de origem dos delegados titulares de cada instituição afiliada. Da mesma forma, terá a obrigação de indicar o número de votos necessários para a aprovação de moções ou pontos e deverá monitorar permanentemente o cumprimento do quórum para que as resoluções da Assembléia tenham validade.

 

Artigo 12

O desenvolvimento da Assembléia será documentado em uma Lei, cuja preparação será de responsabilidade do Secretário. A referida Ata, uma vez aprovada pela próxima Assembléia, será assinada por todos os membros do Comitê Executivo e arquivada no Livro dos "Atos de Assembléias do FLASOG".

Parágrafo primeiro: No início da sessão de cada Assembléia, as atas das respectivas Reuniões anteriores da Assembléia serão submetidas à consideração e aprovação, as quais devem ter sido enviadas com antecedência suficiente às instituições afiliadas, para seu conhecimento.

Parágrafo segundo : Neste momento, os delegados presentes podem fazer as objeções correspondentes e devem ser esclarecidos e resolvidos. Se essas objeções forem aprovadas, o Secretário do Comitê Executivo deverá fazer as alterações correspondentes.

 

Artigo 13 .

A votação na Assembléia Ordinária das Assembléias será feita pelos delegados oficiais que estiverem presentes fisicamente e nas Reuniões Extraordinárias, será feita por um único delegado presente, devidamente credenciado, que representará todos os votos correspondentes à instituição afiliada de sua Assembléia. / seu país.

CAPÍTULO III

DAS POSTULAÇÕES E ELEIÇÃO DO COMITÊ EXECUTIVO

 

Artigo 14

P ara a eleição das nomeações do Comitê Executivo FLASOG será feita da seguinte forma :

  1. Para que os candidatos ocupem o cargo de Presidente eleito, os Conselhos dos países da região a que corresponde, postularão seu candidato oficialmente ao Comitê Executivo em exercício e este o enviará para sua revisão ao Comitê de Indicação.
  2. Para que os candidatos ocupem o cargo de vice-presidente, as diretorias dos países da região presidencial que ele assumir, nomearão oficialmente seu candidato ao Comitê Executivo em exercício e ele será encaminhado para análise ao Comitê de Indicação.
  3. Candidatos para Secretário e Tesoureiro podem ser propostos por qualquer uma das instituições membros do FLASOG às quais eles pertencem.
  4. O tempo anterior para apresentar o candidato a cada um dos cargos aspirados será entre 150 e 90 dias contínuos antes da data do Congresso onde será realizada a Reunião Ordinária da Assembléia.
  5. Antes da eleição do novo Comitê Executivo pela Assembléia, o Comitê de Indicação fará uma análise dos candidatos e apresentará suas conclusões ao Comitê Executivo. Para esse fim, o Comitê de Indicação reconhecerá que a instituição solicitante, bem como os requerimentos propostos, cumpriram as obrigações estatutárias e regulamentares da FLASOG.
  6. O não cumprimento de qualquer destas disposições determinará que a Assembléia, por maioria simples dos votos dos delegados presentes, designará um Comitê Executivo composto por membros das instituições correspondentes da região na forma estabelecida no Artigo 22 do Estatuto. .

 

Artigo 15

Da eleição : no caso de apresentar mais de dois candidatos para o mesmo cargo, todos os candidatos serão eleitos. Se nenhum dos candidatos atingir metade e mais um dos votos de trabalho, o procedimento a ser seguido será o seguinte: o candidato que obteve o menor número de votos será removido do processo de votação e os candidatos remanescentes serão reeleitos, repetir este procedimento até que um dos candidatos atinja a metade mais um dos votos.

CAPÍTULO IV

OPERAÇÃO DO COMITÊ EXECUTIVO

 

Artigo 16

O Comitê Executivo cumprirá seus deveres e funções de maneira conjunta e dentro da estrutura especificada para cada posição nos artigos 24 a 30 do Estatuto.

 

Artigo 17

O Comitê Executivo cumprirá as instruções dadas pela Reunião Ordinária da Assembléia que o elegeu e pelas Reuniões Extraordinárias da Assembléia realizadas durante seu mandato.

 

Artigo 18.

O Comitê Executivo manterá de maneira ordenada a documentação de suas ações, especialmente o montante de receita e despesa em Tesouro. Da mesma forma, apresentará um equilíbrio financeiro nas Reuniões Ordinárias e Extraordinárias da Assembléia.

 

Artigo 19 .

O Comitê Executivo para a nomeação do Diretor Executivo levará em consideração:

  1. Conhecimento da gestão do FLASOG.
  2. Profundo entendimento dos fenômenos econômicos e acadêmicos do FLASOG.

 

Artigo 20

O Comitê Executivo para a designação do Diretor Administrativo levará em conta que o candidato se distingue por sua capacidade de planejamento, organização, execução de projetos, bem como seus conhecimentos e exercício na área administrativa.

 

Artigo 21.

O Comitê Executivo para a nomeação do Diretor Científico levará em conta que deve atender às seguintes características:

  1. Ter uma atividade relevante de ensino e / ou pesquisa.
  2. Produção científica reconhecida.
  3. Trabalhos de pesquisa e / ou publicações.
  4. Possuir uma ampla autoridade reconhecida em sua área de especialização para integrar equipes de trabalho formadas por especialistas e consultores de diferentes áreas da Obstetrícia e Ginecologia.

Parágrafo Único: Sua principal função será coordenar e garantir o bom desenvolvimento das atividades científicas do FLASOG e especialmente de seu Congresso.

CAPÍTULO V

MUDANÇA DO COMITÊ EXECUTIVO

 

Artigo 22 .

Dentro de 15 dias após a tomada de posse do Comitê Executivo, sua nova constituição deverá ser notificada às entidades afiliadas à FLASOG, bem como ao resto das sociedades científicas internacionais, especialmente FIGO, IFSS, FLASYM, SIAEGI, etc.

 

Artigo 23

O Comitê Executivo, ao iniciar sua administração, entrará em posse do arquivo FLASOG e de todos os seus ativos através de uma transferência formal, por escrito e física, pelo Comitê Executivo de saída. A entrega acima mencionada deve ser registrada em uma Lei em um período não superior a 90 dias consecutivos, que deve ser assinado por todos os envolvidos na parte administrativa do Comitê de saída e entrada.

 

Artigo 24

O Tesoureiro cessante, em conjunto com o Diretor Administrativo de sua administração, tem o dever de entregar fisicamente ao tesoureiro entrante os ativos do Tesouro, bem como os usuários do banco com os códigos de acesso eletrônicos da Fundação Flasog e FLASOG se você tiver eles, assim como os tockens, chaves, diretório de contatos bancários, cheques inventariados, chaves seguras, se houver, e tudo que facilitar o fluxo e a continuidade da gestão administrativa.

Parágrafo primeiro : o estoque de mercadorias deve ser entregue, atualizado até o dia da entrega.

Parágrafo segundo : a reconciliação bancária e o saldo de receitas e despesas do período de transição entre a posse e a entrega formal de todos os relatórios e ativos devem ser entregues.

 

Artigo 25 .

Dentro de 15 dias após a tomada de posse do Comitê Executivo, o registro e / ou reconhecimento de firma do Flasog Foundation Act deve ser iniciado, no qual o novo Presidente, Secretário e Tesoureiro da referida Fundação são nomeados. Ao legalizar a referida lei, a integração da nova diretiva deve ser notificada a todos os bancos nos quais existem contas, facilitando assim a mudança de assinaturas.  

Parágrafo único: O Diretor Administrativo da FLASOG será responsável por esta ação imediatamente

CAPÍTULO VI

DOS ÓRGÃOS AUXILIARES

 

   Comitê de Indicação

Artigo 26

O Comitê de Indicação será responsável por receber, visitar e avaliar as cidades propostas para sediar o próximo Congresso, bem como receber e analisar as nomeações para os membros do Comitê Executivo. De acordo com os artigos 24 e 31 do Estatuto, haverá um representante para cada Região, nomeado pelo Comitê Executivo.

 

Artigo 27

O Coordenador do Comitê de Indicação será o Presidente cessante do FLASOG. Em caso de impossibilidade de exercer essa função, ela corresponderá ao Presidente imediatamente anterior e nenhum dos dois poderá fazê-lo, será nomeado pelo Comitê Executivo.

 

Artigo 28 .

Para a eleição da sede do Congresso FLASOG, o Comitê de Indicação tem a responsabilidade de visitar o país ou países que estão concorrendo para ser a sede do Congresso FLASOG. Após esta visita, você deve enviar um relatório detalhado ao Comitê Executivo e à Assembléia, onde você expressará suas considerações a respeito da (s) sede (s) visitada (s).

 

Artigo 29

Os países postulados na sede do Congresso FLASOG devem ter um mínimo de requisitos para considerar sua candidatura e serem avaliados, entre outros, os seguintes:

  1. Estabilidade política, social e econômica.
  2. Facilidade para obter um visto.
  3. Meios adequados de comunicação aérea e terrestre.
  4. Capacidade promocional do Congresso através de agências de viagens, turismo e governo.
  5. Suficiente capacidade hoteleira.
  6. Centro de convenções adequado aos requisitos.
  7. Superfície fechada para exposição comercial.
  8. Segurança pública, legal e econômica.
  9. Apresentar as condições tributárias do país em relação à gestão do ISLR, impostos e taxas nacionais e municipais relacionados à realização de eventos, gestão de recursos econômicos, taxa de transferências de recursos para o exterior, impostos privados do país na entrada e saída de fundos em contas bancárias dessa nação. Assim, assim como a flutuação da moeda local em relação ao dólar nos últimos 2 anos.
  10. Figura e status legal da Sociedade, Federação ou Associação afiliada à sede do FLASOG que visa organizar o Congresso, especificando se é uma instituição sem fins lucrativos ou qualquer outra modalidade. Bem como sua estrutura administrativa, bancária, financeira e de pessoal.

Parágrafo primeiro: As inscrições para o local do Congresso subseqüente serão recebidas entre os 240 e os 180 dias anteriores ao Congresso FLASOG, no qual a sede será decidida.

Parágrafo segundo : o custo da visita, gerado pelo comparecimento dos membros do Comitê de Indicação, será suportado pelas instituições visitadas.

 

Artigo 30

Para a eleição dos membros do Comitê Executivo, o Comitê de Indicação analisará se cada candidato e a instituição afiliada que se candidatar a ele atenderão aos requisitos e emitirá um relatório ao Comitê Executivo e à Assembléia. Em relação à aplicação é especificado no artigo 14 do presente regulamento.

 

comitê científico

 

Artigo 31.

Será dirigido pelo Diretor Científico nomeado pelo Comitê Executivo e coordenará as atividades acadêmicas do Congresso FLASOG e outras atividades acadêmicas da Federação. De acordo com os artigos art. 19 e 26 do Estatuto será composto por um membro para cada Região, nomeado pelo Comitê Executivo,

Parágrafo único: A empresa anfitriã indicará os membros do Comitê Científico local.

 

Artigo 32

O Comitê Científico cumprirá seus objetivos realizando, entre outras, as seguintes funções:

  1. Estruturar o programa científico do Congresso correspondente, que inclui:
  2. Escolha dos temas a serem tratados em cada uma das modalidades, tais como: temas oficiais, simpósio,

     discussão, colóquio, conferência, exposição gratuita, vídeo, cartaz, etc.

  1. Escolha das pessoas ou equipes mais qualificadas para desenvolvê-las.
  2. Distribuição de acordo com o Comitê Organizador do tempo alocado para atividades científicas.
  3. Aceitar ou rejeitar contribuições científicas gratuitas enviadas ao Comitê Organizador. Para cumprir integralmente esta tarefa, eles podem solicitar conselhos aos especialistas que considerarem apropriados.
  4. Prepare uma instrução e regras para o funcionamento de todas as atividades científicas do congresso. Para a aceitação das contribuições, eles levarão em conta, especialmente, que o tópico é tratado com critérios éticos e científicos.
  5. Organizar cursos de pós-graduação.

 

Artigo 33.

O Comitê Organizador Local do Congresso será designado pela instituição Sede com a aprovação e sugestões que o Comitê Executivo da FLASOG considerar pertinentes, deve coordenar as ações logísticas locais necessárias para o seu adequado desenvolvimento.

 

Artigo 34.

Os Comitês Técnicos Científicos e Temporários serão criados para desenvolver as estratégias necessárias para resolver as situações de maior impacto na área de Obstetrícia e Ginecologia. Pode haver tantos Comitês Técnicos Científicos e Comitês Temporários quantos o Comitê Executivo julgue necessário para cumprir os Objetivos e Deveres do FLASOG. Quando o desenvolvimento de um Comitê temporário demonstrar a necessidade de ser permanente, o Comitê Executivo o proporá à Assembléia Ordinária para discussão e votação.

CAPÍTULO VII

CONGRESSO LATINO-AMERICANO DE OBSTETRICA E GINECOLOGIA

 

Artigo 35.

Este evento é de responsabilidade do Comitê Executivo da FLASOG, que tomará as medidas necessárias para alcançar normas ou diretrizes tendentes a configurar um padrão comum.

 

Artigo 36.

O Congresso será realizado pelo FLASOG sob a direção de seu Comitê Executivo. Os resultados financeiros que derivam do Congresso serão distribuídos da seguinte forma: 70% para o FLASOG e 30% para a instituição de acolhimento.

 

Artigo 37.

Eles são autoridades do Congresso:

  1. O Comitê Executivo da FLASOG.
  2. O Comitê Científico
  3. O Conselho de Diretores da Sede da Sociedade do Congresso.

Parágrafo único: nos atos protocolares, como a Sessão de Instalação e a Sessão de Encerramento, a representação das autoridades acima mencionadas são aquelas que devem estar no Presidium.

 

Artigo 38

Os emblemas do congresso são:

  1. O logotipo oficial do FLASOG.
  2. O logotipo oficial da instituição da Sociedade ou Sede.
  3. O que o Comitê Executivo eventualmente fará como o logotipo distintivo do Congresso Correspondente.

Parágrafo único: O papel oficial do Congresso terá apenas os logotipos do FLASOG, o alusivo ao Congresso e o da instituição sede, além da descrição da ordem correspondente, data e local onde o evento ocorrerá.

 

Artigo 39

Dos congressistas:

São congressistas federados do Congresso, os Obstetras e / ou Ginecologistas que tenham cumprido os requisitos de inscrição, pertencem a qualquer uma das Sociedades Afiliadas ou Associadas, Associações ou Federações do FLASOG.

Os participantes do congresso são aqueles obstetras e / ou ginecologistas que, tendo cumprido os requisitos de registro, não pertencem ao FLASOG.

Eles são companheiros do Congresso do Congresso, pessoas que participam junto com o congressista e cumprem economicamente os requisitos de inscrição. Essas pessoas terão um programa especial diferente.

Outros profissionais de saúde : residentes médicos da especialidade, estudantes de medicina, outros.

 

Artigo 40.

Somente os mencionados no artigo anterior, devidamente registrados e com a documentação oficial correspondente, poderão participar das atividades do Congresso.

 

Artigo 41 Cerimônia de Abertura :

Esta sessão será presidida pelo Presidente do FLASOG, na qualidade de Presidente do Congresso, que será acompanhado pelos membros do Comitê Executivo, pelo Presidente da Sede da Sociedade, pelo Diretor Científico e pelo (s) convidado (s) designado (s) Honra. pelo Comitê Executivo.

Parágrafo Único : A Cerimônia será realizada de acordo com o programa indicado no convite, previamente aprovado pelo Comitê Executivo da FLASOG.

 

Artigo 42

Cerimônia de Encerramento e inauguração do novo Comitê Executivo.

Esta sessão será presidida pelo Presidente do FLASOG em exercício, pelo Presidente Eleito que assumirá o cargo e pelo Presidente da Sociedade Anfitriã. A Cerimônia será realizada de acordo com o programa indicado no convite e a posse do novo Comitê Executivo será realizada de acordo com o número 4 do art. 23 do Estatuto.

 

Artigo 43.

O programa científico será preparado pelo Comitê Científico.

 

Artigo 44.

O congresso incluirá:

  1. Cursos pré e / ou trans concorrentes.
  2. Sessões plenárias magistrais.
  3. Seminários clínicos ou simpósios simultâneos.
  4. Apresentação de trabalhos livres.
  5. Apresentação de vídeos e cartazes.
  6. Qualquer outro tipo de atividade científica.

Parágrafo único: O Comitê Científico deverá elaborar as regras para reger essas atividades, as quais serão submetidas à consideração do Comitê Executivo, uma vez revisadas, discutidas e aprovadas, serão aprovadas pelo próximo Congresso e farão parte deste Regulamento como um anexo acadêmico.

 

Artigo 45

Cada sessão acadêmica terá um Presidente que apresentará o assunto e a apresentação dos participantes e um Secretário que supervisionará que a implementação da sala é adequada e assumirá o controle do tempo, o que será feito com os meios modernos correspondentes.

Parágrafo único: É obrigatório o cumprimento rigoroso do cronograma.

 

Artigo 46

Para obter o melhor uso possível dos cursos de pós-graduação, eles devem estar de acordo com as instruções para o funcionamento de todas as atividades científicas do Congresso.

 

Artigo 47

Será obrigatório que todos os participantes do Congresso sejam registrados e paguem a taxa correspondente. O delegado oficial da Assembléia está isento desta obrigação pela instituição Afiliada ou Associada, bem como pelo Comitê Executivo, Comitê Científico, Comitê Organizador, Diretor Executivo, Científico e Administrativo.

 

Artigo 48

Protocolo de Eventos Acadêmicos do FLASOG

O Chefe do Protocolo está a cargo do Secretário do Comitê Executivo, que administrará a agenda do protocolo. Então, para que os atos tenham o sucesso e prestígio desejados, entre outras coisas, você deve:

  1. Prepare o ambiente ideal para o desenvolvimento das atividades do protocolo FLASOG.
  2. Preparar a agenda do evento de acordo com os artigos relevantes deste Regulamento. Em caso de situações incomuns ou imprevistas, consulte o parecer do Comitê Executivo.
  3. Faça uma notificação prévia de pessoas convidadas para o ato não pertencente ao Comitê Executivo. Especialmente aqueles que têm que subir ao estande para chegar antes das sessões.
  4. Participar dos convidados especiais para o ato.
  5. Chamar as pessoas ao pódio, seguindo o critério de representatividade de maior para menor importância para a estrutura das atividades do FLASOG.

CAPÍTULO VIII

DA ADMINISTRAÇÃO DO PATRIMÓNIO E DO REGIME ECONÔMICO

 

Artigo 49

O FLASOG, é uma instituição sem fins lucrativos, seus ativos, bem como todos os rendimentos de ativos especificados no art. 33 do Estatuto, serão utilizados exclusivamente para cumprir seus objetivos e deveres, sendo administrados por uma Fundação criada para cumprir com eles.

 

Artigo 50  

A FLASOG FOUNDATION é a representação legal e administrativa do FLASOG. É representado pelo Presidente, o Secretário e o Tesoureiro do Comitê Executivo.

Parágrafo primeiro: O Comitê Executivo, por meio do Presidente, poderá conceder ao Diretor Administrativo uma procuração para representá-lo no Panamá ou em outro lugar, para executar qualquer gerenciamento que o Comitê Executivo considerar necessário ou conveniente, para o qual deverá cumprir rigorosamente as indicações expressas de que o Comitê designa por escrito.

Parágrafo Segundo : A FUNDAÇÃO FLASOG cuidará dos compromissos legais e administrativos da FLASOG.

 

Artigo 51

O Presidente do Comitê Executivo e a Fundação FLASOG têm poderes para abrir em conjunto com o Secretário e o Tesoureiro, abrir e mobilizar contas correntes, contas de poupança e outros instrumentos de investimento, em instituições bancárias ou financeiras no país anfitrião. Fundação, com os fundos do mesmo e mobilizá-los da maneira mais conveniente possível.

Parágrafo primeiro : A modalidade de assinaturas nas contas bancárias será feita a critério da Diretoria e será realizada de acordo com o que for mais conveniente em cada tipo de conta, devendo ser fundamentada e aprovada em Assembléia Ordinária da mesma e registrada. em Ata para fins legais institucionais e da entidade bancária que o solicita.

Parágrafo segundo : O Presidente deve assinar com o Tesoureiro (a) as ordens prévias para a emissão de cheques para a mobilização de fundos da Fundação FLASOG.

Parágrafo terceiro : os membros do Comitê Executivo acima mencionados, na qualidade de Diretores da FUNDAÇÃO FLASOG, poderão delegar essas responsabilidades ao Diretor Administrativo por meio de uma procuração.

 

Artigo 52.

A cota ordinária anual das instituições Afiliadas e Associadas deve ser paga à Fundação, em tempo hábil durante o primeiro trimestre de cada ano.

Parágrafo único : O Diretor Administrativo deve repassar ao Tesoureiro, relatório trimestral de Instituições Afiliadas e Associadas que tenham pago sua anuidade, especificando valor, descontos bancários para o referido movimento, número de associados reportados e qualquer outra informação que seja de interesse nesse processo. importam.

 

Artigo 53

O Diretor Administrativo deve transmitir ao Tesoureiro um relatório trimestral das reconciliações bancárias de todas as contas da Fundação FLASOG, bem como um relatório ou extrato de conta de todos os outros instrumentos financeiros e bancários de propriedade da Fundação.

CAPÍTULO IX

VIATA E OUTRAS DESPESAS DE REPRESENTAÇÃO DO COMITÊ EXECUTIVO E OUTROS DIRETORES

 

Artigo 54 .

De acordo com o parágrafo único do artigo 38 do Estatuto, o procedimento para outorga de diárias, hospedagem, transporte e outras compensações, outorgadas pela FLASOG, é regulado para cobrir as despesas incorridas no desempenho de suas funções, as seguintes pessoas :

  1. Membros do Comitê Executivo.
  2. Diretores Executivos, Científicos e Administrativos.
  3. Casos especiais para a consideração do Comitê Executivo

 

Artigo 55

Entende-se por viático, hospedagem e passagens, o desembolso de dinheiro, sob critérios de racionalidade, austeridade e transparência dos recursos, destinado a cobrir as despesas de apoio e transferência fora da residência habitual, das pessoas mencionadas no artigo anterior, a quem é confiada a realização ordinária ou extraordinária de uma atividade FLASOG.

 

Artigo 56

As pessoas mencionadas no Artigo 54 serão cobertas pelas seguintes despesas incorridas ao realizar as atividades e comparecer oficialmente em nome do FLASOG a Reuniões, Assembléias ou Congressos:

  1. Transporte terrestre e / ou passagem aérea em classe econômica até 6 horas de voo por viagem, desde sua residência até o local do evento, incluindo traslados interurbanos. Após 6 horas, será coberto na classe executiva.
  2. Taxa de aeroporto, se houver.
  3. Fique no hotel durante a realização do evento.
  4. O per diem para sustento extra, como refeições, táxis, etc., é fixado em sessenta e cinco dólares americanos (US $ 65) por dia.

Parágrafo primeiro: Qualquer um desses conceitos deve ser ajustado no caso de alguma organização pública ou privada financiar a totalidade ou parte das despesas. Dito é obrigado a notificar o Comitê Executivo em tempo hábil, que decidirá se deve ou não compensar o FLASOG.

Parágrafo segundo: nenhuma outra despesa será paga que não seja autorizada pelo Comitê Executivo.

 

Um Artigo 57

Qualquer outra despesa não prevista nos artigos anteriores deve ser analisada pelo Comitê Executivo, que de acordo com a urgência ou necessidade, decidirá em cada caso.

 

Artigo 58.

Para os membros de um Comitê de Trabalho quando comparecerem oficialmente em nome do FLASOG como Docentes ou Coordenadores de Oficina ou Curso, o custo para transporte e hotel será coberto até um máximo de 2 noites, além de um máximo de 3 dias de duração especificada. despesas de viagem. na seção 4 do artigo 56. A outra compensação deve ser autorizada pelo Comitê Executivo

 

Artigo 59

Para o Congresso, o Diretor Administrativo, Diretor Executivo e Diretor Científico, que são responsáveis ​​pelo transporte, acomodação e alimentação durante a duração do evento, devem comparecer, se outra equipe for necessária, será decidido em uma reunião do Comitê Executivo. ,

Parágrafo único: quando qualquer um desses Diretores comparecer a outra atividade em nome do FLASOG, eles também poderão receber despesas de transporte, diárias e hotel após consideração e aprovação do Comitê Executivo.

CAPÍTULO X

ÓRGÃOS DE DISTRIBUIÇÃO OFICIAL

 

Artigo 60

O Comitê Executivo assumirá o endereço da página da Internet www.flasog.org ou o correspondente , que estará disponível para seus afiliados. Você também pode editar uma revista em formato digital ou impresso de acordo com o que for mais conveniente. Em cada período, o membro do Comitê Executivo responsável pela web e o Editor da Revista serão designados quando estiverem em operação.

CAPÍTULO XI

MESTRE DE GINECOLOGIA E OBSTÉTRICA LATINO-AMERICANA

 

Artigo 61

A fim de merecer a honrosa distinção de receber o Diploma de Mestrado em Ginecologia e Obstetrícia da América Latina, o candidato deve preencher os seguintes requisitos:

  1. Ter uma atividade relevante de ensino e / ou pesquisa, com produção científica reconhecida; Também é necessário que ele tenha contribuído para a criação de uma escola em Obstetrícia ou Ginecologia.
  2. Alcangou os níveis mais altos da carreira de ensino, preferivelmente do grau da universidade. No entanto, isso não será motivo para exclusão do candidato.
  3. Ter uma participação ativa na Sociedade Nacional de Obstetrícia e Ginecologia e no campo da FLASOG.
  4. As indicações serão feitas pelo Conselho de Diretores da Sociedade, Associação ou Federação afiliada a cada país.
  5. A seleção final pelo FLASOG será feita através do Comitê de Indicação e submetida ao Comitê Executivo, que, após aprovação pela Assembléia, entregará os diplomas correspondentes.

Parágrafo primeiro : Cada Sociedade, Associação ou membro da Federação FLASOG pode apresentar até um máximo de dois (2) candidatos que considerar para esta distinção.

Parágrafo Segundo : Cada instituição Afiliada ou Associada da FLASOG enviará ao Coordenador do Comitê de Indicação os nomes eo currículo do (s) candidato (s) designado (s) por sua instituição, pelo menos 180 dias corridos antes da data da Reunião Ordinária da Assembléia. que eles serão reconhecidos.

CAPÍTULO XII

PRÊMIO FLASOG

 

Artigo 62

Requisitos : O trabalho para se qualificar para o prêmio FLASOG deve ser inédito, realizado dentro de um país da América Latina e obedecer ao seguinte:

  1. Faça uma contribuição relevante para o conhecimento da especialidade.
  2. Envie três (3) cópias do trabalho completo para o Comitê Científico do FLASOG, pelo menos 120 dias contínuos antes do congresso.

 

Artigo 63

Procedimento : A Comissão Científica do Congresso selecionará os trabalhos dignos de serem premiados, os colocará na categoria correspondente e escolherá o trabalho vencedor em cada área. Você pode ser devidamente aconselhado por um júri com especialistas na área. Sua localização dentro do Programa do Congresso será de responsabilidade do Comitê Científico.

 

Artigo 64:

O prêmio consistirá de um Diploma, Medalha e uma contribuição econômica equivalente ao custo de 5 inscrições regulares do Congresso FLASOG do qual ele participa.

Parágrafo único : O Comitê Científico poderá declarar nulos os prêmios.

CAPÍTULO XIII

DISPOSIÇÕES TRANSITÓRIAS

 

Artigo 65

Aval FLASOG

Para garantir o endosso pelo FLASOG, a instituição pública ou privada que o solicitar deverá cumprir as disposições das Normas para avaliação e aprovação das AVALES que estão anexas ao presente Regulamento e poderão ser atualizadas quando o Comitê Executivo considerar necessário.

 

Artigo 66

Grupos Regionais , Organização e Objetivos

Os Grupos Regionais FLASOG são organizações científicas sem fins lucrativos, que agrupam as Sociedades, Associações ou Federações de Obstetrícia e Ginecologia afiliadas ao FLASOG, de países com alguma proximidade geográfica, interesses comuns na especialidade e meios de comunicação apropriados que permitem a troca necessária. entre eles e que já estão definidos no artigo 8º do atual Estatuto.

Parágrafo Único : o Comitê Executivo está autorizado a elaborar seus regulamentos.

 

Artigo 67

Outras regras de operação do FLASOG

Este Regulamento habilita o Comitê Executivo a criar processos para o funcionamento da estrutura administrativa do FLASOG ou de suas atividades acadêmicas, desde que não contrariem o Estatuto e o Regulamento.

CAPÍTULO XIV

DISPOSIÇÕES FINAIS

 

Artigo 68

Modificar, suprimir ou aditar disposições ao presente Regulamento, uma moção do Comitê Executivo ou moção apresentada por pelo menos um terço das instituições Afiliadas à FLASOG, que devem ser incluídas na ordem do dia de uma Reunião Ordinária ou Extraordinária da Assembléia, onde nos termos do artigo 42 do Estatuto, pode ser aprovado com a maioria simples dos votos presentes.

 

Artigo 69

O que não estiver previsto no presente Regulamento poderá ser resolvido pela maioria do Comitê Executivo, ad referendum da deliberação da próxima Assembléia Ordinária ou Extraordinária da Assembléia, a cuja consideração o assunto será submetido.

 

Artigo 70 .

Este Regulamento entra em vigor na sexta-feira, 16 de setembro de 2016, data em que foi discutido e aprovado por unanimidade pela Assembléia Extraordinária do FLASOG, convocada expressamente para modificação ocorrida na Cidade do Panamá, nas salas do hotel Radisson Decápolis. , com a participação da maioria das instituições afiliadas, estando presentes delegados oficiais e observadores de: Argentina, Bolívia, Colômbia, Costa Rica, Equador, El Salvador, Guatemala, Honduras, Nicarágua, México, Panamá, Peru, República Dominicana, Uruguai e Venezuela.



DOWNLOAD