BLOG

DOUTOR INTERNET - UMA REALIDADE Um aliado, competição ou risco
-Dr. Xavier Aguirre Osete

Lembro-me que nos anos de faculdade de estudantes nos anos setenta, conseguir um item médico era uma aventura. Este último começou com a ida à biblioteca de grandes hospitais, consultou o "index medicus" que grande livro maior que os da Royal Academy of the Language e que não era sem folhas, e ter sorte de ter a revista e o volume disso. Uma vez que isto tenha sido alcançado, solicite as cópias fotostáticas (e as mesmas funcionarão) retornando para elas 4 ou 5 dias depois.

Atualmente, num piscar de olhos, você pode obter essas informações e obter uma impressão e comparar com vários autores de todo o mundo.

Anteriormente, a informação mudava a cada 15 ou 20 anos, hoje, simplesmente para entrar na faculdade de medicina e prosseguir com a corrida pode ser tempo suficiente para a informação mudar.

Esta informação veio aos doutores da maravilha para poder atualizar em um tópico ou só consultar algo novo. Para isso, a maioria dos médicos fez cursos para obter as informações, mas sobretudo para dar o valor real do que nos custou muitos anos de estudo.

Infelizmente, essa informação pode recair sobre pessoas que não são adequadas ou que estão despreparadas e que não dão valor adequado a ela, dando-lhe uma interpretação incorreta.

Las personas, en este caso el enfermo, pueden ser de varios tipos:

1.- El hipocondriaco, que es el que más sufre y su situación ahora puede ser peor y acentuar su problemática.
2.- El curioso, que realizó algo indebido en contra de su salud y quiere ver las consecuencias.
3.-El tímido, que le da pena preguntar sobre todo de temas de sexualidad o del aparato urogenital.
4.- El ahorrador, no le "alcanza" para pagar una consulta.
5.- El desesperado, que no tiene tiempo para acudir a una consulta.
6.- Y por último el peligroso, el que busca por internet lo relacionado con su diagnóstico o enfermedad para hacer preguntas en la consulta a ver qué tanto sabe o está actualizado el médico.

Tudo isso prejudica a profissão médica profissional, social e legalmente, por isso é muito importante educar e educar nossos pacientes no aspecto da Internet e das redes sociais. A relação médico - paciente é muito importante para gerar o vínculo de confiança vital no exercício de nossa profissão e que não se torne um relacionamento doente - máquina.

Como médicos, devemos fazer com que o paciente veja que ele pode cometer um erro com sua saúde, além de atrasar um diagnóstico que pode custar sua vida.
Dr. Internet, é seu aliado, sua concorrência ou um risco. O que você acha?